quarta-feira, 31 de março de 2010

Expertise em Alfabetização CI 1º ano: estudo focado no problema


O estudo da didática da alfabetização com base nas dificuldades de aprendizagem do aluno será o principal enfoque da pauta da formação de professores do Projeto Expertise em Alfabetização do CI 1º ano, no mês de abril. Com base na análise do texto escrito pelo professor sobre as dificuldades de aprendizagem e dos resultados da avaliação da escrita do aluno, realizada em fevereiro e março, serão apontados conteúdos de ensino e metodologias que conduzem à alfabetização.
A pauta da formação será intensa, pois incluirá: leitura de texto literário (narrativa) pelo formador; estudo de ficha didática com texto e números; análise dos resultados da avaliação de fevereiro e março; estudo dos níveis da psicogênese da alfabetização; avaliação da escrita de crianças; análise de texto próprio sobre problemas de aprendizagem; levantamento estatístico da ocorrência de problemas de aprendizagem na escola; planejamento de sequência didática (semana de aula) com atividades com texto e numerais, destacando o enfrentamento dos problemas de aprendizagem.
Dentre as dificuldades de aprendizagem encontradas, será apontado o que fazer para que as crianças avancem no processo de alfabetização, por exemplo, se as crianças ainda não usam letras, o professor deve explorar o alfabeto móvel em diferentes atividades de linguagem; se as crianças não estabelecem nenhuma relação letra-som, as atividades devem propor que escreva o que fala, ou então, o professor pode explorar cantigas em atividades de leitura e escrita; se na escrita das crianças predomina o uso de vogais, ler e escrever palavras do glossário para que reconheça todas as letras do alfabeto será uma boa atividade; para as crianças que já estabelecem alguma relação letra-som, o professor deve propor atividades que ampliem o repertório de letras dos alunos, explorando letras e sílabas, a partir de palavras do texto; já para as crianças que não escrevem o nome próprio, deve-se trabalhar com o nome da criança, partes e todo. A escolha do que trabalhar com os alunos em sala de aula será feita pelo professor com base nas dificuldades de aprendizagem predominantes em sua turma. Isso norteará a elaboração do planejamento da semana de aula do professor.
Participarão da formação 268 professores e 108 coordenadores pedagógicos, divididos em 9 grupos de estudo, conforme data e local do cronograma abaixo. A meta do projeto é a alfabetização de 6714 crianças de 6 anos até junho.

Cronograma dos encontros de formação

5 de abril e 3 de maio – 8h, na E. M. República de Portugal – Formadoras: Marta Ferreira e Kátia Nina
6 de abril e 4 de maio – 8h, na E. M. Francisco Nunes – Formadoras: Ângela Pereira e Rita Bastos
7 de abril e 5 de maio – 8h, na E. M. Miguel Pernambuco Filho – Formadoras: Socorro Lima e Valéria Risuenho
7 de abril e 5 de maio – 8h, na E. M. Walter Leite Caminha – Formadoras: Socorro Cabral e Madalena
8 de abril e 6 de maio – 8h na E. M. Maria Luiza – Formadores: Isabel Santos e Mauro Domingues
8 de abril e 6 de maio – 8h na E. M. Silvio Leandro – Formadoras: Maricilda Barros e Vera Travassos
8 de abril e 6 de maio – 8h na E. M. Donatila Lopes – Formadoras Cilene Valente e Luiza Pereira
8 de abril e 7 de maio – 8h na E. M. Alfredo Chaves – Formadoras: Izafira Gregianin e Rosimar Miranda
9 de abril e 7 de maio – 8h, na E. M. Ruy da Silveira Brito – Formadores: Elienae Nascimento e Renato Pinto

Nenhum comentário:

Postar um comentário