quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Alunos da E. M. República de Portugal participam de formação de professores










No dia 10 de novembro, quinta-feira, 40 alunos da Escola Municipal República de Portugal participaram da aula prática, na III Assessoria do Programa de Correção de Fluxo Escolar na Alfabetização, promovida pelo MEC/GEEMPA/SEMEC, no Belém Soft Hotel.

O objetivo da atividade foi revisar os procedimentos da avaliação final que deverá ser aplicada pelos professores para comprovar a condição de alfabetizado dos alunos. A professora Ana Paula Sfair e a diretora Silvia Márcia Filgueiras dos Santos acompanharam os alunos na atividade.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

III ASSESSORIA DO PROGRAMA DE CORREÇÃO DE FLUXO ESCOLAR NA ALFABETIZAÇÃO

Nos dias 10 e 11 de novembro, ocorrerá a III Assessoria do Programa de Correção de Fluxo Escolar na Alfabetização - GEEMPA/MEC/SEMEC, com a presença da Profa. Dra. Esther Pillar Grossi.
Na assessoria haverá palestras sobre aprendizagem e alfabetização, exibição de vídeos e estudo sobre o processo de alfabetização, com os professores, incluindo análise dos resultados das aulas-entrevista, metodologia usada para a avaliação dos alunos em leitura e escrita. Também serão dadas orientações didáticas sobre o Caderno Que Letra é essa? a ser usado até dezembro com os alunos.
O Programa visa reintegrar alunos em desvio idade/ano nos níveis de aprendizagem que lhes correspondem no sistema escolar. Os alunos, não alfabetizados, permanecem frequentando as aulas de suas turmas regulares, mas passam a integrar, durante três meses, uma nova turma com 25 alunos, freqüentando, no turno inverso ao de sua classe regular, três aulas semanais com duração de três horas. Os outros dois dias da semana os professores dedicam ao grupo de estudos e planejamento das aulas.
O objetivo da tecnologia consiste em acertar o passo das aprendizagens escolares a partir do seu limiar fundamental, que é a aquisição da leitura e da escrita de um texto.
As escolas municipais de Belém que aderiram a essa quarta fase do Programa foram: Alfredo Chaves, Ciro Pimenta, Comandante Klautau, Cordolina Fonteles, Gabriel Lage, Madalena Raad, Maria Stellina Valmont e República de Portugal, com 13 turmas, que atendem 325 alunos.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

PROJETO EXPERTISE REALIZA FORMAÇÃO DO COORDENADOR PEDAGÓGICO







Aconteceu no dia 26 de outubro, no Centro de Formação de Professores da SEMEC, mais um encontro de estudo do Projeto Expertise em Alfabetização. O objetivo da formação foi analisar os resultados da avaliação da aprendizagem dos alunos do CI 3º ano, a fim de estudar e propor ações para a melhoria da aprendizagem do aluno. Participaram do estudo 86 coordenadores pedagógicos.
A análise dos resultados da avaliação dos alunos em outubro aponta para avanços significativos em relação ao mês anterior. A maioria dos alunos do CI 3º ano está alfabetizada, pois lê e escreve texto compreensível ao leitor.
De acordo com os coordenadores presentes no encontro, isso se deve às orientações que vêm sendo dadas aos professores no Projeto Expertise que tem como ponto de partida a leitura de texto.

Além da simulação da sequência didática sobre o Direito das Crianças, como prática a ser estudada, na Hora Pedagógica – HP, com os professores nas escolas, foram estudadas estratégias que possibilitam avanços na escrita de texto:
- lermos para as crianças e as crianças lerem por si mesmas;
- escrevermos muito na presença dos alunos e eles escreverem por si mesmos;
- oferecermos uma diversidade de textos em variadas atividades de leitura e de escrita;
- propor a revisão coletiva dos textos, a partir de situações que os alunos tenham que coordenar o papel de produtor e leitor, com o objetivo de tornar o texto mais legível;
- oferecer textos literários de qualidade através da leitura realizada pelo professor em sala de aula;
- propiciar o empréstimo de livros da biblioteca para serem lidos em casa;
- organizar sequências didáticas a partir de textos com temas e histórias que interessam o aluno;
- pedir aos alunos que escrevam histórias conhecidas ou que tenham sido lidas antes pelo professor.

Os estudos foram feitos com os coordenadores para o alcance da meta de elevar, em 2011, o índice de aprovação dos alunos de CI 3º ano. O próximo encontro de formação, para os coordenadores, será dia 28 de novembro.

CENTRO DE FORMAÇÃO AVALIA ALUNOS DO CICLO I NAS ESCOLAS





De 3 a 31 de outubro, o Centro de Formação de Professores da SEMEC realiza a avaliação dos alunos de CI em escrita, matemática e produção de texto, nas escolas municipais de Belém.
Segundo dados do SIGA - Sistema de Gestão Acadêmica (SEMEC), 14.406 alunos do C1 estão no 1º e no 3º anos do Ciclo I que são atendidos pelo Programa ECOAR, mais especificamente pelo Projeto Expertise em Alfabetização, público-alvo desta avaliação.


A seleção do 1º e 3º anos se justifica por serem estas as etapas inicial e final do Ciclo I, possibilitando avaliar o aluno em adiantado processo de alfabetização, uma vez que a avaliação ocorre em outubro, e o aluno em Conclusão do Ciclo I.
Esta avaliação, realizada anualmente em outubro, desde 2005, integra a ações do Programa ECOAR de Formação Continuada de Professores. Em 2011, a avaliação é aplicada em uma amostra envolvendo 2.160 alunos, distribuídos em 564 turmas (CI 1º e 3º anos). Utilizando base estatística, a amostra foi extraída de forma estratificada, dando aos resultados 95% de confiabilidade, com erro admitido de 2% para mais e para menos, ficando definida em 2.160 alunos distribuídos, no 1º ano 43,17% e no 3o ano 56,83% do total dos alunos.

Além da aplicação dos testes nos alunos, os avaliadores identificam dados referentes ao funcionamento da escola sobre a gestão da aprendizagem na escola, no formulário denominado: Retrato da Escola no dia da Avaliação.
A avaliação permite visualizar os resultados do Programa ECOAR e fundamentar tomada de decisões sobre o andamento do Programa, que destina-se aos professores, mas tem foco na aprendizagem do aluno.


Texto: Lorena Trescastro – SEMEC/ECOAR

Fotos: Formadores Walter Braga e Renato Pinto

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

PROVINHA BRASIL LEITURA TESTE 2 2011



COORDENADOR(A)

INFORME OS RESULTADOS DE SUA ESCOLA OU UNIDADE PEDAGÓGICA ATRAVÉS DO LINK:

https://docs.google.com/spreadsheet/viewform?hl=pt_BR&formkey=dDIyREJZazBvakRqQ2VKU05YMnV4V1E6MA#gid=0

ENCAMINHE A CÓPIA DA FICHA DE CORREÇÃO E INTERPRETAÇÃO DE RESULTADOS AO CENTRO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES
ATÉ 04/11/2011

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

PROVINHA BRASIL FOI O TEMA DA FORMAÇÃO DOS COORDENADORES




No dia 23 de setembro, o Centro de Formação de Professores da SEMEC reuniu 74 coordenadores pedagógicos. O encontro iniciou com o estudo do texto: O letramento como horizonte para a organização do trabalho pedagógico, a relação língua oral-língua escrita e a aprendizagem da escrita, da publicação Ensino Fundamental de Nove Anos: orientações para inclusão da criança de seis anos de idade (MEC, 2006, p. 91-95).

Em seguida foram apresentados os resultados da Provinha Brasil de Matemática de 55 escolas. A maioria apresentou nível 4, numa escala de 1 a 5. Os coordenadores comentaram o resultado da sua escola, apresentando o plano de ação a partir do diagnóstico.

Os bons resultados no CI 2º ano em Matemática foram atribuídos ao trabalho conjunto da escola. A diretora da E. M. Antonio Carvalho Brasil, que esteve presente no encontro, manifestou-se satisfeita com o nível 5 obtido pela escola, destacando que o êxito se deu pela continuidade no CI 2º ano, em 2011, do trabalho realizado pela professora, no CI 1º ano, em 2010.

Na sequência, foi feita a simulação da aplicação da Provinha Brasil de Leitura – teste 2. Foi observado o conteúdo abordado nas 20 questões, enfatizando a necessidade de que se trabalhe com os alunos do CI a leitura e compreensão de diferentes gêneros textuais.

Como contribuição à didática da alfabetização, foram explorados os 10 jogos de alfabetização (kit CEEL enviado pelo MEC). Observou-se que o conteúdo abordado nos jogos, com ênfase no estudo de letras, sílabas e palavras, relaciona-se ao conteúdo da Provinha Brasil de Leitura, devendo ser trabalhados antes da aplicação da Provinha.

Por fim, foi feita a análise dos resultados da avaliação dos alunos do CI 3º ano referente ao mês de agosto. Do diálogo estabelecido com os coordenadores foram propostos encaminhamentos sobre a meta de elevar, em 2011, o índice de aprovação dos alunos. O próximo encontro dos CPs será 26 de outubro.

Cronograma da Provinha Brasil de Leitura – teste 2:

19 a 23/09 - Estudo na Formação dos professores e coordenadores
26 /09 a 14/10 - Estudo e organização da aplicação na HP dos professores
17 a 21/10 - Aplicação do teste de leitura na sala de aula
24 a 28/10 - Correção e interpretação dos resultados pelos professores e CPs
31/09 a 04/11 - Planejamento a partir da análise dos resultados pelos professores e CPs
Até 04/11 - Envio dos resultados pelo link (acesso pelo blog)

Fórum Paraense de Letras


LETRAMENTO E EDUCAÇÃO: todos os fonemas são mágicos sinais...

De 20 a 22 de setembro aconteceu na UNAMA – Universidade da Amazônia – o 17º Fórum Paraense de Letras e a 15ª Semana Acadêmica de Pedagogia. A partir de conferências, mesas-redondas e comunicações de trabalhos, pesquisadores, professores e acadêmicos debateram o tema LETRAMENTO E EDUCAÇÃO: todos os fonemas são mágicos sinais, inspirado no poema Canção para os Fonemas da Alegria, de Thiago de Melo.



No evento, que teve a Profa. Therezinha Gueiros como homenageada, foram feitas quatro comunicações pelo Centro de Formação de Professores, a saber: Projeto Expertise em Alfabetização, por Lorena Trescastro, Cilene Valente, Valéria Marques e Maricilda Barros; A produção de sequências didáticas no âmbito do Programa de Formação Continuada de Professores Alfabetizadores, por Cilene Valente, Lorena Trescastro, Ângela Pereira e Rita Silva; Para gostar de ler... é preciso vivenciar!, por Vera Travassos, Maricilda Barros e Ana Maria Souza; A inserção dos alunos de 06 anos no Ensino Fundamental e o uso social da leitura e escrita, por Izabel Santos, Márcia Silva e Marinalva Costa.

Os trabalhos apresentados pela equipe da SEMEC, em interlocução com muitos outros, reafirmam a necessidade de se prosseguir estudando sobre letramento e educação. Isso porque se faz necessário propor ações no âmbito da gestão e da sala de aula para que sejam criadas condições didáticas que tornem as crianças de 6 a 8 anos leitoras e produtoras de textos.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

PROGRAMA DE CORREÇÃO DE FLUXO ESCOLAR NA ALFABETIZAÇÃO


Aconteceu, de 19 e 20 de setembro, no Belém Soft Hotel, a II Assessoria do Programa de Correção de Fluxo Escolar na Alfabetização (GEEMPA-MEC-SEMEC) de 2011, com a participação de 60 professores de 10 municípios paraenses. A Secretaria Municipal de Educação de Belém apóia o evento e participa com 16 professores.

O programa visa reintegrar alunos com desvio idade-série nos níveis de aprendizagem que lhes correspondem no sistema escolar. Os alunos permanecem frequentando as aulas de suas turmas regulares, mas passam a integrar, durante três a quatro meses, uma turma no contra-turno, com de 25 alunos não alfabetizados.

Em sua IV fase no estado do Pará, o Programa de Correção de Fluxo Escolar na Alfabetização, coordenado pela professora Dra. Esther Pillar Grossi do GEEMPA – Grupo de Estudos sobre Educação, Metodologia de Pesquisa e Ação, reuniu dia 19 de setembro, em Belém, secretários de educação de 9 municípios paraenses, para apresentar os resultados do Programa e as perspectivas para 2012.

Além da professora Therezinha Moraes Gueiros, Secretária Municipal de Educação de Belém, participaram representantes de Garrafão do Norte, Maracanã, Moju, Porto de Moz, São Francisco do Pará, Santarém Novo, Soure, Xinguara.

Na reunião foi apresentado o relatório analítico com os resultados de Programa em 2010. Dos 4.205 alunos de 18 municípios foram alfabetizados 2.660, correspondendo a 67%, com evasão de 5%. No período, a participação de Belém foi de 1.726 alunos, com alfabetização de 79%, ou seja, de 1.667, com evasão de 3%.

Em 2011, no primeiro semestre, o programa já atendeu 18 turmas, envolvendo 366 alunos, destes foram alfabetizados 293 alunos. No segundo semestre, o programa prossegue com 13 turmas, totalizando 325 alunos. Alfabetizar alunos em desvio idade série é o foco do Programa financiado pelo Ministério da Educação em parceria com a SEMEC.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Expertise em Alfabetização - setembro


PRODUÇÃO DE TEXTO NA ALFABETIZAÇÃO FOI O TEMA ESTUDADO COM OS PROFESSORES DE CI NA FORMAÇÃO EM SETEMBRO
De 31 de agosto a 13 de setembro, o Centro de Formação de Professores da SEMEC promoveu 9 encontros de formação do Projeto Expertise, nas escolas municipais da SEMEC, com a participação de 180 professores de CI 1º ano e 35 coordenadores pedagógicos.

O encontro iniciou com o estudo dos critérios para avaliação da produção de texto do aluno. Em seguida, com base no vídeo: Avaliação inicial na produção de texto (Nova Escola) foram identificadas pelos professores atividades a serem realizadas em sala de aula. Por fim, foi feito o estudo e o planejamento de sequências didáticas com foco na produção de textos.



Um dos encontros de formação, realizado dia 13 de setembro, na E. M. Ernestina Rodrigues, contou com a presença de todos os professores, num total de 32, pertencentes a este grupo de escolas. Para as formadoras Ângela Pereira e Rita Bastos, “as professoras estudaram os critérios da avaliação do texto e brilharam na análise que fizeram dos textos produzidos pelos alunos”.

Para contribuir com o trabalho docente foi distribuído aos professores o Material do Aluno, com atividades a serem desenvolvidas em sala de aula. No material, o ponto de partida é sempre o texto, nos diferentes gêneros: lenda, música, bilhete, direitos da criança, poesia.

Na formação, os professores receberam orientações de que o texto deve ser lido e explorado de várias formas para depois os alunos realizarem as atividades de leitura e escrita e matemática do Material do Aluno.

“A escrita de texto pelo aluno é condição básica para que esteja alfabetizado ao final do ano letivo, por isso é tão importante incluir este tema na formação dos professores alfabetizadores”, afirma Lorena Trescastro, coordenadora do Projeto Expertise.

Cronograma do Projeto Expertise em setembro
19 a 22 de setembro - formação para os professores de CI 2º ano, em três turnos, com início às 7h30, 11h30 e 15h
23 de setembro – formação dos coordenadores pedagógicos,em dois turnos, com início às 8h e 14h
26 a 29 de setembro - formação dos professores de CI 3º ano, em três turnos, com início às 7h30, 11h30 e 15h

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

PROVINHA BRASIL DE MATEMÁTICA TESTE 1 2011




COORDENADOR(A)

INFORME OS RESULTADOS DE SUA ESCOLA OU UNIDADE PEDAGÓGICA ATRAVÉS DO LINK:


INFORME OS RESULTADOS ATRAVÉS DO LINK ATÉ 16/09/2011

ENCAMINHE A CÓPIA DA FICHA DE CORREÇÃO E INTERPRETAÇÃO DE RESULTADOS AO CENTRO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES ATÉ 23/09/2011

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Expertise em Alfabetização - Agosto

ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA E LETRAMENTO SÃO TEMAS ESTUDADOS NO PROJETO EXPERTISE EM AGOSTO



E. M. Maria Luiza Pinto do Amaral, em 04.08


O Centro de Formação de Professores da SEMEC promoveu de 2 a 8 de agosto 9 encontros de formação do Projeto Expertise em Alfabetização, nas escolas municipais da SEMEC, com a participação de 180 professores de CI 1º ano e 35 coordenadores pedagógicos. Alfabetização matemática e letramento foram os temas estudados pelos professores na formação.


O encontro iniciou com as boas vindas às professoras no retorno das férias e a retomada da meta do Projeto Expertise em alfabetizar 100% dos alunos de CI matriculados na rede municipal de Belém, até o final do ano letivo em dezembro. Como atividade de acolhida e sensibilização, foi lido o livro Receitas de Olhar de Roseana Murray, em que cada professor selecionou e leu um poema. A leitura em voz alta para compartilhar o conteúdo de um escrito é uma prática da formação que aponta para a necessidade de que o professor também leia, em sala de aula, para seus alunos bons textos literários.

Para abordar práticas de letramento, foi feita com os professores a análise de textos produzidos por seus alunos, observando o que eles já sabiam e o que precisavam aprender. Nos textos, foram observados aspectos, como o gênero textual escolhido, a presença de título, coerência, coesão, concordância, pontuação, ortografia, margem e segmentação de palavras no texto. Os professores também relataram as práticas de letramento desenvolvidas em sala de aula para que os alunos produzissem texto, enfatizando o uso de livros infantis e do livro didático.


Como parte do estudo, os professores assistiram aos vídeos Escrita pelo aluno para aprender a escrever e Ditado para escriba: produção de texto oral com destino escrito (Nova Escola), a fim de pontuar as práticas de leitura e escrita de textos na alfabetização de crianças, seus aspectos e relevâncias. Depois, foi estudado, coletivamente, o texto Escrita de Texto na Alfabetização que apresenta uma sequência didática com propostas de atividades de leitura, escrita e produção de texto a serem realizadas com os alunos.


Na sequência, com a mediação dos formadores, foi preenchido e analisado o mapa da aprendizagem das turmas em escrita e matemática, a fim de refletir sobre o andamento de cada turma, em termos dos resultados da aprendizagem tendo em vista o alcance da meta de alfabetizar a todos. Para os alunos ainda não alfabetizados foi solicitado um plano de ação a ser executado no mês de agosto.


Como sugestão de atividade envolvendo a matemática, foi feita a simulação do jogo do repartir, cujo registro envolve o uso de numerais e operações matemáticas. As questões do teste de matemática, a ser realizado pelos alunos em agosto, foram analisadas pelas professoras apontando para a necessidade de realizar um trabalho sistemático com números e operações visando a alfabetização matemática das crianças.


Por fim, os professores elaboraram o planejamento de aulas com atividades de letramento e matemática a partir do estudo de propostas didáticas com o gênero lenda, no compêndio Expertise em Alfabetização: Formação de Professores.

Os próximos encontros de formação para os professores de CI 1º ano serão de 31 de agosto a 13 de setembro, às 8 horas, nas seguintes escolas, conforme cronograma abaixo:
31/08 - E. M Miguel Pernambuco
01.09 - E. M. Alfredo Chaves
01.09 - E. M. Paulo Freire
01.09 - E. M. Donatila Lopes
01.09 - E. M. Ruy Britto
01.09 - E. M. Maria Luiza
12.09 - E. M. República de Portugal
13.09 - E. M Walter Leite
13.09 - E. M. Ernestina Rodrigues

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

PROVINHA BRASIL 2011- Matemática

A avaliação de Matemática da Provinha Brasil destina-se a alunos do CI 2o ano


No início de agosto, a Secretaria Municipal de Educação - SEMEC recebeu do Ministério da Educação - MEC e encaminhou às escolas o kit para aplicação do teste da Provinha Brasil de Matemática. É a primeira vez que será avaliada a alfabetização matemática, pela Provinha Brasil, que realiza anualmente dois testes de leitura. O teste será aplicado em alunos do 2º ano do Ensino Fundamental.


O objetivo da Provinha Brasil é realizar um diagnóstico dos níveis de alfabetização matemática das crianças após um ano de estudos no Ensino Fundamental. O diagnóstico serve para orientar o planejamento dos professores no sentido de focalizar as necessidades de aprendizagem dos alunos.


Os professores de CI 2o ano estão estudando nesta semana, de 08 a 11 de agosto, os fundamentos e práticas da matemática na formação continuada do Projeto Expertise em Alfabetização, promovida pelo Centro de Formação de Professores - SEMEC.

"Às escolas foi dada orientação que antes da aplicação do teste, a direção e a coordenação pedagógica devem encaminhar o estudo do Guia de Aplicação, de Correção e Interpretação de Resultados e Reflexões sobre a prática na Hora Pedagógica com os professores", afirma Lorena Trescastro, coordenadora do Centro de Formação de Professores.

CRONOGRAMA PROVINHA BRASIL - SEMEC BELÉM
1 a 5 de agosto - Entrega do kit nas escolas

8 a 12 de agosto - Estudo da Provinha Brasil na Formação de Professores – Expertise em Alfabetização

15 a 19 de agosto - Estudo e organização da aplicação do teste na HP dos professores nas escolas

22 a 26 de agosto - Aplicação do teste em turmas de CI 2o ano

29 agosto a 2 setembro - Correção e interpretação dos resultados pelos professores e CPs

5 a 9 setembro - Planejamento a partir da análise dos resultados

12 a 16 de setembro - Envio dos resultados em formulário eletrônico (link no blog)

29 de setembro - Estudo dos resultados e apresentação do planejamento na formação dos coordenadores

segunda-feira, 6 de junho de 2011

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES ALFABETIZADORES

Projeto Expertise em Alfabetização reúne professores em encontros mensais com foco em estudo, avaliação e planejamento

Buscando acertar o passo da alfabetização e promover a aprendizagem dos alunos de CI das escolas municipais de Belém, o Centro de Formação de Professores da SEMEC promove o Projeto Expertise em Alfabetização com encontros mensais de formação para os professores de CI.

Na formação são feitos estudos sobre fundamentos e práticas da alfabetização, avaliação para acompanhamento da aprendizagem do aluno em escrita e matemática e planejamento de sequências didáticas que levem o aluno a aprender.

De fevereiro a junho de 2011, participaram dos encontros, mensalmente, cerca de 900 professores e 120 coordenadores pedagógicos. Com o objetivo de formar professores capazes de alfabetizar os alunos em um ano letivo, a programação continuará no segundo semestre.

CRONOGRAMA DA FORMAÇÃO - II SEMESTRE 2011

CI 1º ANO

Local

AGOSTO

SETEMBRO

NOVEMBRO

DEZEMBRO

E. M. Donatila Lopes

04

01

03

01

E. M. Ruy Britto

04

01

03

01

E. M. República de Portugal

08

12

31/10

05

E. M. Maria Luiza

04

01

03

01

E. M Walter Leite

02

13

01

06

E. M Miguel Pernambuco

03

31/08

09

30/11

E. M. Paulo Freire

04

01

03

01

E. M. Alfredo Chaves

04

01

03

01

E. M. Ernestina Rodrigues

02

13

01

06


CI 2º ANO

AGOSTO

SETEMBRO

NOVEMBRO

08, 09, 10, 11

19, 20, 21, 22

07, 08, 09,10

CI 3º ANO

AGOSTO

SETEMBRO

NOVEMBRO

22, 23, 24, 25

26, 27, 28, 29

21, 22, 23, 24






ACONTECE EM 3 TURNOS: 7h30 às 11h; 11h30 às 15h; 15h30 às 19h

O professor deve comparecer no dia e horário de sua HP.

Local: Centro de Formação de Professores - SEMEC

FORMAÇÃO DO COORDENADOR

AGOSTO

SETEMBRO

OUTUBRO

NOVEMBRO

29 - SEG

23 - SEX

26 - QUAR

28 - SEG



A FORMAÇÃO SERÁ OFERECIDA EM 2 TURNOS: 8h às 12h; 14h às 18h.

Local: Centro de Formação de Professores - SEMEC


Texto: Grupo-base/ECOAR

quarta-feira, 13 de abril de 2011

SEMEC inicia III fase do Correção de Fluxo

Aconteceu, em 17 de março, no Centro de Formação de Professores, reunião com os diretores das escolas que terão turmas na terceira fase do Programa de Correção de Fluxo Escolar na Alfabetização, promovido pelo GEEMPA-MEC-SEMEC.

As escolas municipais que aderiram a essa fase foram: Alfredo Chaves, Amália Paungartten, Antonio Carvalho Brasil, Cordolina Fonteles, Ciro Pimenta, Comandante Klautau, Gabriel Lage, Madalena Raad, Maria Stellina Valmont e Rotary. Com isso, a SEMEC deu início a terceira fase do Programa.


O Programa visa reintegrar alunos em desvio idade/ano nos níveis de aprendizagem que lhes correspondem no sistema escolar. Os alunos, não alfabetizados, permanecem frequentando as aulas de suas turmas regulares, mas passam a integrar, durante três meses, uma nova turma com 25 alunos, no turno inverso ao de sua classe regular três aulas semanais com a duração de três horas.

No decorrer da semana, a tecnologia do Programa prevê três dias de aula, um dia de planejamento e outro de reunião de estudos. Em 31 de março, ocorreu o primeiro grupo de estudos com os 15 professores responsáveis pelas turmas.
No estudo, os professores analisaram como se deu o início das aulas e os resultados, obtidos na aula entrevista, da avaliação dos alunos em leitura e escrita, também foram retomadas orientações didáticas presentes no Caderno do Professor Todos Juntos Somos Fortes. Por fim, foram organizados os grupos de estudos para que as professoras realizem, semanalmente, uma reunião de estudos sobre a metodologia em uso.

O objetivo da tecnologia consiste em acertar o passo das aprendizagens escolares a partir do seu limiar fundamental, que é a aquisição da leitura e da escrita de um texto.
“Em 2010 foram atendidos 1.800 alunos no Programa e, em 2011, no período de 21 de março a 31 de junho, serão atendidos mais 400 alunos, formando 15 turmas, em 10 escolas da SEMEC”, esclarece Lorena Trescastro, Coordenadora Municipal do Programa.